INÍCIO ÍNDICE PESQUISA

ORTODOXOS! CATÓLICOS! PROTESTANTES! 
VÓS PERTENCEIS-ME TODOS!

27.10.1987 

 


- O último teólogo católico perdeu todo o seu interesse, logo que soube que eu não pertencia a uma comunidade e, particularmente, à sua comunidade! 

- Mas, Vassula, é evidente que tu não lhes pertences a eles: tu pertences-Me a Mim; Eu sou o teu Criador e o teu Pai Santo; tu dependes da Minha Autoridade.  

- Senhor, sim, nós estamos sob a Vossa Autoridade; mas existe um sistema que nos obriga a pertencer a uma das comunidades cristãs. Pelo menos, foi isso que me disseram. 

Elas são todas semelhantes entre si, a Meus Olhos. Eu jamais quis que o Meu Corpo fosse separado: fostes vós que Me desmembrastes! Vós deliberastes sobre o Meu Corpo! Vós fizestes-Me aleijado... 
1 

- Ó meu Deus...! 

- Minha filha, não te disse que reservasses as tuas lágrimas para Minha Mãe? 
2 . 

- Sim, Senhor, mas Vós parecíeis-me tão ferido. E eu sou apenas humana... 

- Vassula, é porque Nós partilhamos o Meu Cálice e o Meu Cálice é amargo. Diz à Minha Santa Sé que sou Eu que te envio a eles. Escuta-Me: Se te perguntarem a que comunidade tu pertences, diz-lhes que Me pertences a Mim e que estás sob a Minha Autoridade. 

- Senhor, não me agrada argumentar, mas não poderei dizer-lhes que sou ortodoxa? Eu sou ortodoxa. 

- Ortodoxos! Católicos! Protestantes! Vós pertenceis-Me todos! Vós sois UM 
3aos Meus Olhos! Eu não faço distinção alguma; e, então, de que tens medo? Pede para veres o Meu bem-amado, o Papa João Paulo II. Ele não fará distinção alguma. Vassula, diz-lhe isto: "Bem-amado, Eu, o Senhor, estou à tua porta e bato. Ouvir-Me-ás? Abrir-Me-ás? Se Me ouvires, Eu entrarei na tua casa e partilharei a tua refeição contigo. Mostra-te vitorioso e permitir-te-ei partilhar o Meu Trono. Ouve-Me, ouve aquilo que o Espírito diz às Igrejas". 

Eu sou o teu Pastor; Comigo, nada te faltará. Faço-te repousar em pastagens relvadas, alma bem-amada, conduzo-te a águas tranqüilas, onde reavivo a tua alma, e te guio no caminho das Virtudes, para Glória do Meu Corpo. Mesmo que tivesses de caminhar por um vale obscuro, não deverias temer, porque Eu estou contigo para te consolar. Alimentar-te-ei, sob o olhar dos teus próprios perseguidores. Santifíquei-te e dar-te-ei sempre o necessário, porque Eu sou um Abismo de Amor e de Misericórdia Infinita. Vem e vive no centro do Meu Coração.  

- Ó Senhor, Vós sois a minha Luz e a minha Salvação . Não devo temer; sei que Vós me protegereis. Agradeço-Vos de todo o coração, Senhor, meu Deus. Dou glória ao Vosso Nome para sempre. O Vosso Amor por mim é tão grande, tende compaixão de mim e da minha incapacidade. 

- Continua pequenina, flor, cresce em espírito, alcança as Minhas Virtudes. Vem, deixa-Me gravar em ti as Minhas Palavras.  

- Sim, Senhor; sinto-me feliz por estar Convosco. 

- O Amor não te abandonará nunca. Vem. Nós? 

- Sim, Senhor. 


1 Momento de silêncio... Ao dizer a última frase, Jesus fizera-o com um tom de amargura e tristeza. Senti-me culpada de Lhe ter recordado isto
2 apesar de Jesus me ter dito isto com um tom decidido, a Sua tristeza não me passou desapercebida. Ele estava bem mais triste do que eu
3 Enquanto seres humanos (Note-se o paralelismo desta mensagem, com a mensagem ecumênica de Medjugorje - Nota da versão portuguesa

 

  

 

 

INÍCIO ÍNDICE PESQUISA

HONRAI A RAINHA DO CÉU

22.12.1987 

 


- Vassula, chegou o momento de unir a Minha Igreja. Reuni-vos, bem-amados. Vinde e reconstruí essas velhas ruínas. Reconstruí a Minha velha Fundação, uma Fundação estabelecida pela Minha própria Mão. Honrai a Minha Mãe como Eu, que sou o Verbo e, acima de tudo, A honro; não deveria Eu, então, desejar que vós, que não sois senão cinza e pó, A reconhecêsseis como Rainha do Céu e A honrásseis? A Minha dor, é ver como a Minha Criação reconhece tão pouco a Sua importância. Aqueles sob o nome de Lutero e os que se isolaram inteiramente, devem retornar a Pedro. 

- Senhor, eles ficarão escandalizados com isto! 

- Vassula, Eu mesmo os porei de joelhos, a fim de que venerem Minha Mãe. Eu sou o Senhor que fala: Eu mesmo os dobrarei! E, quando se dobrarem, farei resplandecer a Minha Luz sobre eles e reerguê-los-ei! Reforçarei os vossos caules e vós sereis como um jardim irrigado, como uma fonte de água, cujas águas jamais se esgotarão. Reconstruirei a Minha Fundação. Vem, bem-amada; sê dócil e agradável como agora, para que Eu grave em ti as Minhas Palavras. Vem. Não esqueças nunca a Minha Santa presença.  

- Sim, Senhor.