São Miguel Arcanjo defendei-nos! Santuário na Ilha de Simi, Grécia 2012 Retiro AVVD com Padres Exorcistas

Atenção: este é um blog pessoal e não oficial de testemunho e portanto todos os comentários e reflexões que não forem atribuídos a outras fontes, são somente opiniões pessoais e não podem traduzir a postura da pessoa, grupo, instituição, etc, aqui mencionados e promovidos. Com Imprimatur e Nihil Obstat dedes 2005, a obra mística divina “A Verdadeira Vida em Deus” tem todas as mensagens, documentos, testemunhos, orações, palestras, peregrinações, retiros, casas de caridade e toda informação idônea e completa no

Site Oficial geral em inglês e em 26 idiomas  www.tlig.org 

em idioma português o Site Oficial é www.tlig.org/pg.html

site brasileiro AVVDBrasil http://www.avvdbrasil.org.br/

 

 

A CDF e Vassula

Pense seriamente sobre isso:

Como podemos acreditar que o mais preparado Prefeito da Congregação da Doutrina da Fé,com 9 doutorados e um Curriculum extraordinário considerado já em vida um dos maiores pensadores da Igreja de Cristo e da história mundial, Cardeal Joseph Ratzinger e logo eleito Papa Bento XVI daria testemunho da autenticidade divina  das Mensagens de "A Verdadeira Vida em Deus" e da autenticidade mística de sua mensageira Vassula Ryden, se isso não fosse verdade??

 

ATENÇÃO: Fiz uma página específica só para as 5 perguntas que a Congregação para Doutrina da Fé fez a Vassula e que ela respondeu com todos os resultados positivos, acesse pelo

 link desde mesmo blog     http://www.almareviva.com/413521601

 

A fonte das 5 perguntas e respostas é o site Oficial em inglês traduzido oficialmente ao português no site Oficial em português.

 

Veja o video

https://www.youtube.com/watch?v=5NbVFFaVRmA

A Verdadeira Vida em Deus tem Aprovação Eclesiástica com Imprimatur e Nihil Obstat

10 de Maio de 1995 

A Verdadeira Vida em Deus

www.tlig.org

Mantende-vos na Minha graça e não endureçam os vossos corações, Eu sou a vossa Esperança, e enraizai-vos em Mim. Eu cuidarei de vós, quando a iniquidade tiver atingido o seu ponto culminante. Amo-vos a todos eternamente. Sede um, em Meu Nome.  

Jesus Cristo

 

Louvai-Me, a Mim, vosso Salvador, dia e noite; louvai-Me, por ter-vos alimentado, com a Minha própria Mão. Eu ouvi-vos, Lá do Alto, e por isso vos socorri. E então? Não Me escutareis?

 

Jesus Cristo  09/02/1990  avvd

 

ATENÇÃO:

O que Deus nos diz é QUE essa obra "A verdadeira Vida em Deus" é umaresposta às orações pedindo socorro a Deus...

 

 

Vassula Ryden no video, a seguir, presta esclarecimentos essenciais que todos devem saber sobre sua boa relação com o Vaticano e com a Congregação para Doutrina da Fé e conta como a Notificação de 1995 se baseou apenas numa tradução italiana que continha erros, erros que não há nos textos originais de "A Verdadeira Vida em Deus" e por isso a CDF iniciou uma investigação a partir dos textos originais sob autoridade do então Prefeito Cardeal Ratzinger, investigação que durou dois anos e meio com todos resultados positivos, anulando implicitamente a Notificação de 1995;

Este video deve ser visto por todos que desejam saber a verdade sobre a Notificação de 1995 e outros esclarecimentos dados de viva voz por Vassula em 29 de Novembro de 2009, em Monterrey, México.
Se este video não funcionar veja o mesmo no youtube
https://www.youtube.com/watch?v=5NbVFFaVRmA

Transcrição do video de esclarecimentos de Vassula, desta página

Vassula explica sua situação com o Vaticano e a CDF istoé, Congregação para Doutrina da Fé

 Vassula: Quero fazer alguns esclarecimentos porque eu ouvi que há alguma confusão aqui. Então para esclarecer esse clima (de dúvidas) quero mostrar-lhes algumas coisas.

            O trabalho de meu marido transferiu-nos a Roma, 6 anos. Eu vi isto como vindo da Providência porque o trabalho de meu marido é para o Mecanismo Global que consiste em irrigar desertos e preservar a natureza, esse é seu trabalho, irrigar desertos e eu irrigo almas desérticas, com as Mensagens de Cristo, claro!! Quando eu estava em Roma, como lhes disse previamente, eu fui convidada ao Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos; todos neste discatério, desde o Cardeal ao último dos secretários estavam muito positivos com “A Verdadeira Vida em Deus”, isso é uma graça de Deus, é um presente, é um dom; e eles me disseram "que a qualquer momento em que quiser pode vir aqui, és sempre bem vinda aqui", assim de amáveis eles são; quando o Papa Bento XVI era Prefeito da CDF (Congregação para Doutrina da Fé) ele começou a dizer que queria esclarecer a Notificação, ele com seu secretário Arcebispo Bertone, que trabalhava com ele nesse tempo, se vocês se lembram, os dois queriam fazer algo sobre a Notificação; Cardeal Ratzinger naquele então disse “Vassula deve conhecer o subsecretario Girotti” quando monsenhor Bertone ouviu que eu ia falar com Girotti disse “Não, eu quero falar com Vassula e para que se sinta melhor, que venha a minha casa, assim que fui à casa de Monsenhor Bertone; sua casa é exatamente em frente à janela do Papa; tivemos uma conversa franca, e compreendeu que a tradução italiana (de A Verdadeira Vida em Deus) tinha erros, e quando compreendeu que os erros estavam somente na tradução, disse “É uma pena Vassula”. Tu deves escrever em todas as traduçãoes que não és responsável pelos erros (que essas traduções possam conter); então depois disso este foi um encontro positivo e o cardeal Ratzinger deu inicio a uma investigação; investigações duram muito tempo, esta durou 2 anos e meio; pediram-me que lhes fornecesse os livros originais, todos os livros, 3 cópias de cada livro, porque haveria 3 inspetores lendo as Mensagens para ver se encontravam erros, e se o resultado fosse positivo a investigação continuaria. Eles me pediram vídeos, de início, a mediados e depois de vários anos e se isso fosse positivo continuaria a investigação. Até aquela data tudo foi positivo, e o último que me pediram foi que respondesse 5 perguntas, o mediador de comunicação era o Padre Prosper, um grande teólogo e inspetor. Recordo que eu estava em Atenas viajando e ele me telefonou “Quando vais regressar a Roma?” e eu disse “Hoje, estou em trânsito.”, “Venha, eu tenho uma carta para ti, importante.” Então almoçamos juntos e ele me deu esta carta que veio da Congregação para Doutrina da Fé em nome do Cardeal Ratzinger, cinco perguntas e ele disse “Toma teu tempo e se necessitares algum teólogo para uma pergunta sobre terminologia, tu estás livre para escolher tantos quantos queiras para explicar estas cinco perguntas.” Eu as respondi com ajuda de dois teólogos para ajudar exclusivamente em terminologia. As páginas que escrevemos no computador vieram a ser 33 páginas e considerei isto um sinal bom. Então supus entregá-las ao Pe.Prosper para que primeiro as lesse e então ele as entregasse ao Cardeal Ratzinger. Quando Pe.Prosper as leu  disse “Isso é fantástico, isto está muito bom, mais do que eu esperava, és muito clara.” E então as deu ao Cardeal Ratzinger. Eu tenho vários amigos Cardeais e Arcebispos. Quando iam ver ao Cardeal Ratzinger para outros assuntos, um Cardeal da Holanda que me conhecia telefonou-me a minha casa em Roma e disse “Cardeal Ratzinger está muito contente com tuas respostas e dizia uma e outra vez “Tudo é positivo” “Estou contente”. Assim que ele estava contente e por causa disso ele tinha prometido que se tudo fosse positivo, iria encontrar comigo. Então porque foi positivo foi fixada uma data para o encontro privado com o Cardeal Ratzinger. E fui lá com um jovem teólogo Niels Christian Hvidt. Quando estava ali veio primeiro, antes do Cardeal sempre vem o Secretário Georg Gaenswein, alemão, ele é muito humilde, eu nem sabia seu nome e lhe perguntei “Quem és?”, ele disse “Pe. George.”, muito simples, e ele disse “O Cardeal agora vem vindo.” E se retirou. Então se abre a porta e entra o Cardeal Ratzinger e me disse “O que falamos, inglês ou francês? Mas prefiro francês se a senhora fala francês.” E eu lhe disse “Sim, eu falo francês.” Então ele me conduziu à ampla sala de estar e sua primeira palavra que disse foi “Finalmente!”Ele estava feliz. E ele me disse “Eu sei que vai embora de Roma, que vai para Washington e que ali vai continuar sua missão.” E conversamos. Dei-lhe de presente um ícone de Nossa Senhora e ele disse “Sabe que estamos promovendo os ícones e ensinando às pessoas sobre os ícones”? Eu falei sobre o que estou fazendo: palestras, conferências para a Unidade, etc. Esqueci de dizer-lhes algo: ele me disse, depois de que lhe entreguei as respostas “Eu quero Vassula que se publiquem as perguntas e respostas em todos os seus livros”. O que quer dizer isso? Promovam o livro. Porque se ele não permitisse o livro não teria dito que pusesse nos livros (as cinco perguntas e respostas). Mas disse “Coloque isto nos livros com introdução”, para que as pessoas leiam minhas respostas. E eu lhe trouxe um livro que recém havia chegado e era o último volume (o 12) (com as cinco perguntas e respostas na introdução) e ele disse “Muito bem, quero que todos as leiam.” Assim que tudo foi positivo e lhe perguntamos se podíamos fazer uma fotografia com ele. E disse sim, mas não façam propaganda (atualmente Vassula publicou a foto referida na página inicial do site oficial em inglês de "A Verdadeira Vida em Deus" e por isso publiquei essa mesma foto nesta página supondo que foi autorizada sua divulgação), por isso ninguém viu, mas eu a tenho, porque respeito a vontade dele (naquele tempo em 2009) Assim que quando íamos embora lhe perguntei “E se alguma pessoa telefonar a seu escritório, seja Padre ou leigo, e perguntar sobre a Notificação, se ela é válida ou não, o que vai responder seu discatério?” E o Cardeal Ratzinger me disse “Diremos que a situação agora se modificou e que encontrarão a resposta à luz de suas respostas.” (das cinco perguntas) Essa foi sua resposta. Quando ele se foi da CDF porque se tornou Papa três meses depois, lhe substituiu uma nova equipe, a qual não fez investigação alguma como fez o Cardeal Ratzinger e ele me deu uma carta e disse “Tu deves te defender com essa carta. Esta carta foi enviada aos Bispos que ainda não entendiam a situação sobre as coisas que não estavam claras mas que agora estavam esclarecidas. Esta é a carta e tem o emblema da CDF e fizemos um livro de esclarecimentos para que possam dá-lo aos seus Bispos e a todos. Queria contar-lhes isto.

Também quero dizer-lhes que no ano passado em Janeiro/2008 fui a Roma e estava na primeira fila na audiência (na sala Paulo VI); é muito difícil conseguir um passe para estar nessa primeira fila porque o Papa fala com cada um dos que estiverem em tal posição. Eu estava com o teólogo que me acompanhou na audiência com o cardeal Ratzinger, porque ele escreveu um livro sobre a Profecia Cristã de nossos tempos e este livro tem um capítulo inteiro sobre A Verdadeira vida em Deus e minha situação e a introdução  foi escrita pelo Cardeal Ratzinger porque ele leu o livro e aceitou-o. Estas são as coisas positivas. Temos ocorrências negativas mas quem se importa? Nós temos positivas. Então nós dois, ele ia entregar seu livro do qual o próprio Papa escreveu a introdução e eu tinha o Livro Único, um único volume com todas as Mensagens, em inglês, com papel bem fino. Então o Papa Bento XVI veio a mim, me reconheceu porque falou francês comigo e estava sorrindo e eu lhe dei o Livro Único e ele leu o título em voz alta, temos um DVD mostrando isso. Queria contar-lhes estas coisas para que se lhes falam coisas negativas deixem que entrem por um ouvido e saia pelo outro. O Senhor diz “Sorriam e todo Céu se regozijará.”. (transcrição feita por mim mesma, Maria Isabel de Castro Menezes Cañete)

 

 

ATENÇÃO: Fiz uma página específica só para as 5 perguntas que a Congregação para Doutrina da Fé fez a Vassula e que ela respondeu com todos os resultados positivos, acesse pelo

 

 link desde mesmo blog     http://www.almareviva.com/413521601

A fonte das 5 perguntas e respostas é o site Oficial em inglês traduzidas oficialmente ao português no site Oficial em português.

 

 

RATZINGER e a Notificação de 1995

"Não, a Notificação é apenas um aviso; não é uma condenação."

Portanto ninguém pode dizer que essa Notificação é uma condenação e nem ela pode proibir ler e frequentar grupos de oração e palestras de "A Verdadeira Vida em Deus", uma vez que a Lei Canônica diz que todo cristão tem o direito e dever de buscar a verdade e não precisa de autorização para fazer isso e cumprir assim seu dever.

A nós que acolhemos a revelação privada cabe a responsabilidade de dar o testemunho que depois pesará no julgamento oficial da Igreja. Assim foi com a Divina Misericórdia e Santa Faustina, por exemplo.O testemunho do povo está com Medugorje, Garabandal e Fátima, Lourdes e Guadalupe, etc, e está sim com A Verdadeira Vida em Deus.

Nós que acolhemos, verificamos, experimentamos as revelações privadas somos aqueles que também prestaremos contas a Deus por ter ou não ter acolhido e apoiado as obras do Espírito Santo no que nos cabe de tal inexcusável responsabilidade e amor.

Ninguém pense que dando as costas à "A Verdadeira Vida em Deus" para entrincheirar-se na "obediência à Igreja" ficará a salvo da severidade de Deus em relação à perseguição e indiferença a esse Seu urgente apelo ao Arrependimento e apelo a Unidade, apelo ao Amor e à Humildade que constitui A Verdadeira Vida em Deus. Não é ameaça, é constatação.

Quem poderia estar ajudando na defesa e difusão das mensagens de Deus, mas por medo e vaidade se omite, como pensa comparecer perante Deus? É uma falta de caridade não dar testemunho.

Deus nos ama e quer nos socorrer e dar-Se a conhecer mais profunda e intimamente nestes tempos de grande apostasia, decadência moral, de terrorismo e guerra, de todo tipo de maldade, de negação de todos os Mandamento de Deus neste fim dos tempos (que não é o fim do mundo mas fim de uma época).

Ajudem e não atrapalhem torpemente. Até um burro estúpido teria já entendido estas Mensagens e posto em prática o que recomenda (palavras do próprio Senhor Jesus em 9 de maio de 2011: "even a dumb donkey would have listened, understood and acted upon swiftly when I had given repetitive warnings...")

Eis o que diz ainda severamente o Senhor na mesma supra citada Mensagem inédita de 9 de Maio de 2011:

(…) condemning My Warnings will not help solve their 1 interior problems; here I am supplying this generation with spiritual nourishment, bringing all the way to their feet My Words to advise them and to give them hope, and yet, listlessly they turn away;

when your ancestors challenged Me and provoked Me, what did I do?

 not one of them reached their resting place...

 TRADUÇÃO minha:

(...) condenando Minhas Advertências não ajudarão a resolver os seus problemas  interiores; eis-Me aqui abastecendo esta geração com alimento espiritual, colocando a seus pés Minhas Palavras para aconselhá-los e dar-lhes esperança e, no entanto, sem escutar eles se afastam;

 quando os seus antepassados Me desafiaram e provocaram-Me, o que Eu fiz ?

 nenhum deles chegou a seu lugar de descanso ...

A foto diz tudo. É um sinal de aprovação silenciosa do Papa.
Ele coloca suas duas mãos sobre a mão direita de Vassula, a mão de que o Senhor se serve...
Para bom entendedor, meia palavra basta.
Aqui só não entende quem não quer!

Papa Bento XVI daria falso testemunho? Evidente que não.

Vida religiosa e acadêmica de Papa Bento XVI

Com o irmão, Georg Ratzinger, Joseph Ratzinger entrou num seminário católico. Em 29 de Junho de 1951, foram ambos ordenadossacerdotes pelo Cardeal Faulhaber, Arcebispo de Munique.

 A partir de 1952 iniciou a sua atividade de professor na Escola Superior de Filosofia e Teologia de Frisinga lecionando teologia dogmática e fundamental. Em 1953, obteve o doutoramento em teologia com a tese "Povo e Casa de Deus na doutrina da Igreja de Santo Agostinho". Sob a orientação do professor de teologia fundamental Gottlieb Söhngen, obteve a habilitação para a docência apresentando para isto dissertação com título de "A teologia da história em São Boaventura"

 Lecionou ainda em Bonn (1959 - 1963); em Münster (1963 - 1966) e em Tubinga (1966 - 1969) onde foi colega de Hans Küng e confirmou uma certa visão tradicionalista como oposição às tendências marxistas dos movimentos estudantis dosanos 1960. A partir de 1969, passou a ser catedrático de dogmática e história do dogma na Universidade de Ratisbona, onde chegou a ser Vice-Reitor.No Segundo Concílio do Vaticano (1962 – 1965), Ratzinger assistiu como peritus (especialista em teologia) do CardealJoseph Frings de Colónia. Foi também quem apresentou a proposta da realização da missa em língua local em vez do latim.Fundou em 1972, junto com os teólogos Hans Urs von Balthasar (1905-1988) e Henri De Lubac (1896-1992), a revistaCommunio, para dar uma resposta positiva à crise teológica e cultural que despontou após o Segundo Concílio do Vaticano.25

 DOUTORADOS (em número de 9)  

O Cardeal Joseph Ratzinger:

 - Em 1953, obteve o Doutoramento em Teologia com a tese "Povo e Casa de Deus na doutrina da Igreja de Santo Agostinho".

 1984 - Doutor Honoris Causa pelo University of St. Thomas (Minnesota), Estados Unidos.

 E muito mais se poderia observar. Todos sabemos mais ou menos que se o Cardeal Ratzinger disse com autoridade que "a situação mudou" é porque mudou mesmo em relação à Notificação de 1995; em 1996 ele já dá sinais de mudança, e principalmente depois que Vassula respondeu satisfatoriamente às 5 perguntas da Congregação para Doutrina da Fé . Então é incoerente insistir no erro de considerar vigente a Notificação de 1995 e ainda por cima considerando-a como condenação, o que não se evidencia nas próprias palavras e atitudes do Cardeal e depois nas do Papa Bento XVI, Joseph Ratizinger, já considerado um dos maiores intelectuais e pensadores da história da Igreja e um dos mais influentes pensadores da história mundial.

Todos os documentos e informações a seguir se encontram no site oficial em português http://www.tlig.org/pg.html

 

UMA NOVA ENTREVISTA COM CARDEAL RATZINGER

ATENÇÃO: Essas palavras do Cardeal Ratzinger nesta entrevista de 1999 foram ditas antes mesmo de que fosse descoberto que a Notificação de 1995 tinha tomado por base uma tradução italiana que continha erros, OS QUAIS NÃO EXISTEM nos textos originais em inglês, CONFORME FICOU PROVADO NUMA INVESTIGAÇÃO de dois anos e meio feita pela Congreção para Doutrina da Fé durante a vigência de Ratzinger como Prefeito. Estes esclarecimentos são dados pela própria Vassula em uma conferência de 29 de Janeiro de 2009, Monterrey, México, cujo video se encontra no início desta página

O texto abaixo foi extraído de uma entrevista com o Cardeal Ratzinger publicada na revista italiana, 30Giorni, No.1, de Janeiro de 1999 (entrevista completa).

P: Esta última pergunta é, talvez, embaraçosa. Relaciona-se com uma figura profética contemporânea, a greco-ortodoxa Vassula Ryden. É considerada como mensageira de Cristo por muitos teólogos, sacerdotes e bispos da Igreja Católica. As suas mensagens que, desde 1991, estão traduzidas em 34 idiomas, foram difundidas em todo o mundo. A Congregação para a Doutrina da Fé pronunciou-se negativamente a seu respeito. A Notificação de 1995, muito embora reconheça nos escritos de Vassula certos aspectos positivos, foi interpretada, por muitos comentadores, como uma condenação. É esse o caso?

RATZINGER: Você abordou um tema muito delicado. Não, a Notificação é apenas um aviso; não é uma condenação. Sob o ponto de vista jurídico, ninguém pode ser condenado sem ter sido ouvido e sem que primeiro se tenha-lhe organizado um processo. O que diz o documento é que, nos escritos em questão, muitas coisas estão ainda por esclarecer. Encontram-se neles elementos apocalípticos e aspectos eclesiológicos aparentemente equívocos. Há muito de bom nestes escritos, mas a cizânia pode vir misturada com a boa semente. E é este o motivo pelo qual convidamos os cristãos Católicos a manter-se prudentes no caso destes escritos e a deixar-se orientar pela Fé, transmitida pela Igreja.

P: Isto quererá então dizer que, para esclarecer o assunto, está em vias de se organizar um processo?

RATZINGER: Sim, e enquanto este processo estiver em curso, será necessário que os fiéis se mantenham prudentes e vigilantes, num espírito de discernimento. Sem dúvida que se pode também ver nesses escritos uma evolução, que parece não estar ainda concluída. E é necessário não esquecer que, mesmo num místico oficialmente reconhecido e autenticado, as palavras e as imagens inspiradas por Deus, no momento da revelação, dependem sempre das possibilidades de uma alma e formam-se segundo as suas limitadas capacidades. Nós não fazemos confiança, de um modo incondicional, senão na Palavra da Revelação, que encontramos na Fé transmitida pela Igreja.

 [O processo foi feito durante dois anos e meio a CDF examinou toda a obra em seus originais, os videos com as conferências de Vassula e 5 perguntas lhe foram feitas, todos os resultados foram positivos e a partir de 2005 a Verdadeira Vida em Deus recebeu Aprovação Eclesiástica com Nihil Obstat do Arcebispo Ramon C. Arguelles, de Filipinas]

 PADRE JAMES FANNAN SJ, PIME nos proporciona o seguinte comentário sobre as considerações do Cardeal:    O Cardeal Ratzinger mais uma vez posicionou-se muito claramente neste artigo. Na entrevista, o Cardeal afirma sem deixar dúvidas que a Notificação não foi uma "condenação". Ele refere-se a ela como um "aviso". Acrescenta que Vassula nunca tinha tido a chance de externar suas opiniões. É também interessante ressaltar que novamente, como em todas as suas manifestações públicas, o Cardeal evita rotular a "A Verdadeira Vida em Deus" como "erro". Ele afirma mais precisamente que "há elementos apocalípticos e aspectos eclesiológicos aparentemente equívocos". Alguma coisa considerada "discutível" não é o mesmo que um "erro" na linguagem do Vaticano. Isto é uma forma clara de admitir que há argumentos sólidos que embasam os ensinamentos da "A Verdadeira Vida em Deus". Por isso o Cardeal apenas diz às pessoas que sejam "prudentes" (não desconfiadas!) e avaliar a "A Verdadeira Vida em Deus" pela "Fé transmitida pela Igreja". Isto é exatamente o que aqueles que conhecem bem os escritos fazem toda vez que os lêem..

 

DECLARAÇÕES ANTERIORES DO CARDEAL RATZINGER;

Um Bispo brasileiro divulgou mais palavras do Cardeal Ratzinger sobre Vassula.
Muito tem sido dito sobre a Notificação a respeito de Vassula. Já o Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação que emitiu este documento conforme aparece no site do Vaticano, declarou após sua publicação:"Podeis continuar a promover os seus escritos".

O que segue provém dos membros de um grupo de oração de Guadalajara, México, que têm sido poderosamente tocados desde 1992 pelas mensagens de A Verdadeira Vida em Deus e desde então têm sido ativos na promoção, tradução, impressão e distribuição das mensagens por todo o México. O grupo também esteve envolvido na coordenação de três visitas de Vassula Ryden àquele país, obtendo autorização para suas palestras em igrejas de padres, bispos e cardeais..
Os membros do grupo solicitaram uma orientação ao Cardeal Ratzinger quando ele esteve recentemente em Guadalajara, sobre que posição deveriam tomar em relação à Notificação de 23-24 de Outubro de 1995 (emitida pela Congregação Para a Doutrina da Fé, da qual ele é o Cardeal Prefeito).
Abaixo, parte de sua carta e a resposta do Cardeal Ratzinger à mesma, dada pessoalmente.

"Para Sua Eminência o Cardeal Joseph Ratzinger:

.....Somos um grupo de 14 pessoas comprometidas nas nossas paróquias e queremos dar-lhe testemunho de que estas Mensagens nos têm ajudado muito. Prestamos obediência e amor ao Papa, em união a Jesus e a Maria; vivemos Jesus na Eucaristia e na Sua Palavra; guardamos os Mandamentos e rezamos o Santo Rosário.
Nós mesmos somos testemunhas de fortes provas de verdadeira conversão de maçons, testemunhas de Jeová, protestantes e, sobretudo, profissionais com títulos acadêmicos: Advogados, Médicos, Engenheiros etc... Muitos leitores de "A Verdadeira Vida em Deus" têm sentido uma autêntica sede de Jesus, comunhão com o Papa e a Igreja.
Confundidos com a Notificação de 23-24 de Outubro, publicada em "L'Osservatore Romano", perguntamos-lhe: Que posição devemos tomar? Que nos recomenda Vossa Eminência?
Pedimos a Jesus e a Maria que o iluminem, a fim de que se faça a Vontade de Deus e submetemo-nos docilmente à Igreja. Na expectativa de sua amável resposta, cordialmente o saudamos.
Atentamente,

Dr. Javier Pelayo Jones,
Sra. Maria del Carmen de la Torre de Pelayo

Guadalajara, 9 de maio de 1996."

Informados pelos jornais locais que o Prefeito da Congregação Para a Doutrina da Fé, o Cardeal Joseph Ratzinger, viera presidir a reunião da CELAM (Conferência Episcopal Latino-Americana), na Cidade de Guadalajara, México, julgaram oportuno e providencial dar ao Eminentíssimo Cardeal o seu testemunho de leitores e difusores dos escritos de Vassula Ryden - "A Verdadeira Vida em Deus" e, ao mesmo tempo, sobre qual deveria ser o seu comportamento perante a Notificação publicada no "L'Osservatore Romano" em 23-24 de outubro de 1995.
Neste mesmo dia, quinta-feira, 9 de Maio, às 11:30h, os dois signatários e Patrícia Salamine Rivera (suíça, intérprete poliglota) foram ao encontro do Cardeal Ratzinger, na Casa de Exercícios Espirituais de Guadalajara, onde o mesmo Cardeal estava, na sala de conferências e fizeram-lhe chegar a sua carta (e os três últimos livros publicados em Guadalajara sobre Vassula: "Oraciones extraídas de la Verdadera Vida en Dios", "El Sagrado Corazón de Jesus nos escritos de Vassula" e "Teólogos defendem Vassula Ryden"). Com surpresa sua, o portador da carta voltou, dizendo-lhes que tinha entregue a carta ao próprio Cardeal e recebera esta resposta:

- "Vou ler os livros e eu mesmo os chamarei".

"No mesmo dia, às 1:30 da tarde, ficamos surpreendidos, ao receber um convite do Cardeal, que nos chamava para um encontro às 3:45h. Chegamos pontualmente para esse encontro e fomos informados de que, infelizmente, por imprevistas circunstâncias, o Cardeal não podia receber-nos. Tínhamos, pois, de aguardar que nos chamasse uma outra vez. Esse convite veio no dia seguinte, de manhã bem cedo, sexta feira, 10 de Maio. Convidava-nos para um encontro, às 10:15h dessa mesma manhã. Chegamos acompanhados pelo Padre Tibéro Mounari.
O Cardeal Ratzinger recebeu-nos cordialíssimamente, durante um intervalo da conferência, às 10:30h, pedindo-nos desculpa da brevidade do tempo disponível e propondo-nos que falássemos em italiano, para melhor facilidade de diálogo. Disse-nos o seguinte:

"Segundo o que me dizeis na vossa carta, a respeito dos testemunhos e conversões, que são um verdadeiro bem, queremos apenas que procedais com discernimento: não tomeis como Palavra de Deus aquilo que, de momento, é considerado pela Notificação apenas como humano e pessoal. O que dissemos é que ela (Vassula) não deve dar os seus testemunhos nas igrejas (no interior das igrejas) pelo fato de ser ortodoxa e de a sua condição matrimonial não estar suficientemente esclarecida, porque é divorciada ( a situação já está regulamentada - o primeiro casamento de Vassula foi em 1966 com um luterano sueco de quem divorciou-se em 1980 não estando casada na Igreja Ortodoxa; em 1981 tornou a casar-se com outro luterano sueco, Per Ryden e a situação matrimonial de Vassula foi resolvida em 1985 depois de sua conversão quando orientados por um Padre católico, Per Ryden e Vassula casaram-se na sua própria Igreja Ortodoxa de seu Batismo e família - conforme Nota da Mensagem de 24/09/1988). E há, nos seus escritos, pontos que necessitam ser esclarecidos e que estamos a estudar (tudo ficou esclarecido e a investigação da CDF concluiu-se com todos resultados positivos culminando na audiência privada com o então Prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, Cardeal Ratzinger, no início de 2005). Podeis continuar a promover os seus escritos, mas sempre com discernimento."

O Cardeal concluiu, citando São Paulo: "Não extingais o Espírito, não desprezeis as profecias. Examinai tudo e retende o que for bom" (1 Tes 5,19-21).
Despediu-se cordialmente, pedindo-nos de novo desculpa da brevidade do tempo.

Sempre unidos com o Papa nos Corações de Jesus e Maria, e fiéis à nossa Igreja.

Dr. Javier Pelayo Jones,
Sra. Carmen de la Torre de Pelayo,
Sra. Patricia Salamin de Rivera
Gaudalajara, México, 10 de Maio de1996"


 

Cardeal Ratzinger Confirma sua Posição sobre Vassula Ryden e a A Verdadeira Vida em Deus. A revista religiosa Portuguesa [Anunciai a Boa Nova, 140 (Novembro de 1997) pg. 565-567.] acaba de publicar o seguinte:

Em 10 de Outubro de 1997, no encontro de oração organizado para Vassula em Brasilia, a capital do Brasil, o bispo auxiliar levantou a questão sobre a posição da Igreja sobre os seus escritos. Sua Excelência, o Bispo Dom João Terra, falou a uma multidão calculada em milhares de pessoas. Ele começou seu comentário com estas palavras: "Eu queria dizer uma palavra de agradecimento, como Bispo auxiliar, pela alegria que nós experimentamos com a presença de Vassula, aqui, em Brasília. Certamente, é uma graça extraordinária."

O bispo, então, continuou falando sobre a posição da Igreja:

Este ano, tivemos a reunião dos Bispos do Regional com o Santo Padre. Então, eu perguntei sobre Vassula. O Cardeal Ratzinger disse: "Eu tenho recebido um monte de cartas de Cardeais."
O Bispo Victor Tielbeek (bispo Residencial da Diocese de Formosa, em Goiás) então perguntou ao Cardeal em alemão; "Mas Cardeal, então, devo mudar de atitude?" (ou seja, devo deixar de apoiar Vassula?")  O Cardeal Ratzinger respondeu:  "Continue como você está fazendo até agora", respondeu o Cardeal em alemão, "mas apenas tenha prudência"
Na nota de rodapé da revista, é chamada a atenção para este comentário, que "esta resposta do Cardeal Ratzinger está perfeitamente de acordo com a sua ordem dada no México, em 10.5.1996: "Podem continuar a promover os seus escritos, mas com discernimento... " (veja detalhes acima)

 

 

 

 

 

 

 

Repito: para bom entendedor meia palavra basta...Deus seja louvado!
Quem ama não teme porque caminhando com Deus tudo é possível. Não quero convencer ninguém apenas estou dando a conhecer tudo que tenho acompanhado atentamente ao longo de já quase 17 anos de caminhada na Igreja de Cristo e com a AVVD, no amor de Deus que me atraiu e converteu.
O amor de Deus é que deve ser o motivo principal de nossa atração por Ele. O amor é a referência, o amor é o critério de discernimento. É o amor que chama e converte. Em uma das Mensagens Deus diz que ninguém ama alguém a quem não conhece, por isso Ele diz aproximem-se de Mim e Me conheçam e Me conhecendo me amarão. A Verdadeira Vida em Deus é essa aproximação maior que Deus quer proporcionar a todos, a fim de que conhecendo-O mais intimamente O amemos mais e mais e nos voltemos a Ele por amor, reconhecendo-O como Pai, como único Salvador, como Verdade.

Resposta de Vassula Ryden à Carta Circular de 2007 com a qual o então Prefeito da CDF Cardeal Levada revalida a Notificação de 1995 que já havia sido superadíssima conforme a orientação de incomparável e incontestável autoridade teológica do Cardeal Joseph Ratzinger antecessor de Levada no cargo de Prefeito da CDF, que apenas deixou em 2005 por ter sido eleito Papa: em quem vamos confiar com mais razão, em Levada ou Ratzinger?

A todos los lectores de la VVeD en el mundo :

 Respuesta a la carta de enero de 2007 del Cardenal Levada

por Vassula Rydén

 Queridos amigos:

Recientemente, el nuevo prefecto de la Congregación para la Doctrina de la Fe en Roma, S.E. William Cardenal Levada, ha enviado una carta, fechada el 25 de enero de 2007, a los Cardenales, Arzobispos, Obispos y Presidentes de las Conferencias episcopales del mundo entero. Esto ha provocado un considerable malestar entre nuestros lectores, especialmente los de confesión católica romana. Adjunto su carta para que estéis plenamente informados.

Siento mucho que una vez más haya tanta confusión, y os agradezco las muchas cartas de apoyo y las oraciones para continuar propagando los mensajes de La Verdadera Vida en Dios. Os escribo para esclarecer dicha confusión así como para agudizar vuestra memoria.

La carta es confusa y se contradice a sí misma. ¡En cierto momento parece negativa y en otro favorable! Se diría que ha sido redactada con precipitación porque contiene varios errores y falsas informaciones. He escrito a Su Eminencia pidiéndole que tenga la amabilidad de corregir esos errores, pero aún no he recibido respuesta por su parte.

La conclusión de mi diálogo con la CDF fue positiva. Esta conclusión positiva debía mantenerse “en la discreción”, y por lo tanto no habría una nueva Notificación que eliminara la antigua. Sin embargo, como dijo el Cardenal Ratzinger, la situación se había modificado en el sentido de que los mensajes deben leerse ahora a la luz de mis aclaraciones. Precisamente por esta razón, el Cardinal Ratzinger me requirió formalmente que mi diálogo con la CDF se publicara en las nuevas ediciones de los mensajes, una solicitud que cumplí con la publicación del diálogo en el último tomo – el Tomo 12 – así como en las subsiguientes nuevas ediciones de los mensajes. Todo esto está contenido en los puntos 1 y 2 de la carta del Cardenal Levada, y es positivo.

Por eso el punto 3 de la carta resulta aún más sorprendente, ya que el Cardenal Levada utiliza esa conclusión positiva para emitir una declaración negativa, a saber “que sigue siendo inapropiado que los católicos participen en los grupos de oración establecidos por la señora Rydén”. Más grave  aún, la recomendación negativa de este tercer punto se publicó sin volver a consultar conmigo y en contra del procedimiento canónico habitual, que establece que cualquier persona en entredicho debe ser escuchada antes de ser acusada: “Antes de dar un decreto singular, recabe la autoridad las informaciones y pruebas necesarias, y en la medida de lo posible, oiga a aquellos cuyos derechos puedan resultar lesionados.” (Canon 50).

Aunque yo había escrito a la CDF diciendo que estaba dispuesta a proseguir el diálogo si tenían cualquier otra pregunta, no recibí ninguna respuesta ni me convocaron para ninguna conversación, cosa que hubiera sido de justicia puesto que yo estaba involucrada en un diálogo con ellos, ¡fiándome de ellos y confiándome a ellos! Además escribí que estaría dispuesta a incluir, a pie de página, notas aclaratorias a los mensajes, si consideraban que cualquier punto necesitaba aclaración. No me pidieron que hiciera ningún comentario de esta clase a los mensajes, cosa que es una confirmación más de que el resultado del diálogo fue positivo. 

Con la nueva conclusión en su carta, el Cardenal Levada está rechazando el estudio y el diálogo que el entonces Cardenal Ratzinger (hoy el Papa) y el Cardenal Bertone (hoy el Secretario de Estado) mantuvieron conmigo a lo largo de dos años y medio, durante los cuales muchos inspectores, teólogos, obispos y cardenales, tras estudio, tuvieron que dar también su opinión definitiva que, como todos sabéis, fue positiva.

La carta del Cardenal Levada remite al lector a dos cánones (del Código de Derecho Canónico de la Iglesia católica): Can. 215 y 223.

Can.215 Los fieles tienen derecho a fundar y dirigir libremente asociaciones para fines de caridad o piedad, o para fomentar la vocación cristiana en el mundo; y también a reunirse para procurar en común esos mismos fines.

Can.223 § 1. En el ejercicio de sus derechos, tanto individualmente como unidos en asociaciones, los fieles han de tener en cuenta el bien común de la Iglesia, así como también los derechos ajenos y sus deberes respecto a otros.

Estos cánones confirman que los fieles católicos son libres de constituir y reunirse en grupos de oración. ¿Cómo es posible, pues, que se citen esos cánones para establecer que no es aconsejable participar en los grupos de oración de La Verdadera Vida en Dios?

 Además la carta del Cardenal Levada contiene tres errores graves.

1. El daño más grave está causado por una declaración falsa en la carta del Cardenal. Declara, poniendo en mi boca palabras que nunca dije, “que los mensajes no son presentados como revelaciones divinas sino mas bien como fruto de (mis) meditaciones personales”. ¡Esto NO ES VERDAD! Nunca dije nada parecido, ¡jamás! Se trata de un error fundamental y muy grave. Me resisto a creer que esta falsedad haya sido deliberada antes que debida a un acto de negligencia, pero el efecto es el mismo: se ha publicado una declaración falsa a los obispos y, por supuesto, al mundo entero.

2. En la cláusula  no. 2 de la carta, se invita a los fieles a leer mi diálogo con la Congregación para la Doctrina de la Fe en el tomo 10 en vez del tomo 12. Esta es una desafortunada equivocación que no obstante puede corregirse. No hay nada en el tomo 10 sobre el mencionado diálogo. Si esto no se corrige, los fieles católicos buscarán en vano mi carta con las respuestas a la CDF.

3. En la misma cláusula no. 2., se menciona “mi carta” fechada el 4 de abril de 2002. Sin embargo, la carta fechada el 4 de abril de 2002 es la del P. Prosper Grech. Mis respuestas se publicaron en mi carta del 26 de junio de 2002. Esto también confunde a los fieles.

En mayo último escribí al cardinal Levada señalándole estos serios errores y envié copia al Santo Padre y a varios obispos y cardenales. Recibí casi inmediatamente una carta acusando recibo del Cardenal Bertone (probablemente muy decepcionado de ver desconsiderado su trabajo). El P. Prosper respondió diciendo: “Pensaba que el asunto estaba cerrado y que no volvería a surgir”. Obviamente, los obispos que escribieron a la CDF querían una respuesta clara, un “sí” o un “no” respecto a la Notificación. La carta del Cardenal Levada tampoco es un “NO” claro. Tal como yo la entiendo, no prohíbe nada concreto a los fieles, los disuade en base a ciertas dudas que, según la Notificación, los escritos “podrían” contener, (pero que no precisa).

Recientemente también he recibido contestación del Arzobispo Angelo Amato que es el Secretario del Cardenal Levada[Nota agregada por este sitio: Monseñor Angelo Amato no es el secretario personal del Cardenal Levada, sino el Secretario de la Congregación para la Doctrina de la Fe, o sea el número 2 de la Congregación]. Su breve nota dice que la carta del Cardenal Levada estaba expresamente escrita con el propósito de informar a todos los obispos católicos del dialogo (como sabéis, positivo) que tuvo lugar entre la CDF y yo, para orientarles sobre la actitud que deberían adoptar. No menciona ninguna otra cosa del   resto de mi carta y evita la cuestión de los errores contenidos en el documento.

En su carta, el Cardenal Levada dice también a sus fieles que es “inapropiado” reunirse a orar en los encuentros de oración de La Verdadera Vida en Dios. ¿Hablamos en serio? ¿Tenemos que creer ahora que la oración es dañina y por lo tanto “inapropiada” y contraria a la enseñanza de la Iglesia? Pues bien, ¡yo no lo creo! Tampoco lo cree Dios ni ningún creyente sensato, ¡porque NO es un acto contra Dios ni contra Su Voluntad, ni contra la Iglesia el volverse hacia Dios en oración y adoración, sino todo lo contrario!

En octubre de 1978 el difunto Santo Padre Juan Pablo II, hablando a una delegación de otras iglesias cristianas, declaró:

“El compromiso de la Iglesia Católica con el movimiento ecuménico, tal como fue expresado en el Concilio Vaticano Segundo, es irreversible.”

Cinco años después, el Santo Padre promulgó el Código de Derecho Canónico que promueve el ecumenismo. Una de sus provisiones es muy clara:

“Corresponde en primer lugar a todo el Colegio de los Obispos y a la Sede Apostólica fomentar y dirigir entre los católicos el movimiento ecuménico, cuyo fin es reintegrar en la unidad a todos los cristianos, unidad que la Iglesia, por voluntad de Cristo, está obligada a promover.”(Can. 755 § 1).   

Veréis que esta tarea especial de asegurar que los católicos participen en el movimiento ecuménico se encomienda a las más altas autoridades de la Iglesia, incluida la Congregación para la Doctrina de la Fe. Esta obligación está impuesta por el mandato más poderoso posible, que es la voluntad del mismo Cristo. Como todos sabéis, el tema esencial de los mensajes de La Verdadera Vida en Dios es la restauración de la unidad entre todos los cristianos.

 

Ningún católico debería ser disuadido de participar en grupos de oración que responden plenamente a sus derechos y deberes ecuménicos, cuando el rezo del Santo Rosario, la lectura de las Escrituras, la oración desde el corazón y las oraciones de intercesión son la esencia de dichos encuentros de oración.  Disuadir a la gente de asistir a los encuentros de oración está verdaderamente en contra de la Voluntad de Dios y resulta extremadamente incomprensible que un prelado dela Iglesia pueda ir contra la exhortación de Cristo a sus discípulos, que deben estar  “orando en todo tiempo” (Lc 21,36)

Por lo tanto, mis queridos amigos, os dejo a vosotros la elección: Podéis seguir el resultado positivo tras el diálogo que mantuve con el Cardenal Ratzinger, que nos dio libertad para continuar leyendo  La Verdadera Vida en Dios y evangelizando con amor para el Amor, conduciendo al pueblo de Dios de vuelta a Su Iglesia y a la unión dentro de la Iglesia, o podéis seguir las disposiciones de la carta firmada por el Cardenal Levada que no dice ni “sí” ni “no” y es de lo más confusa.

Todos sabemos que cuando Dios habla, habla con claridad y no “en rincones oscuros”. Deseo que nosotros, como pueblo de Dios, hagamos lo mismo.

En Cristo,

Vassula

Agosto de 2007

 

E A SEGUIR TEMOS A CARTA CIRCULAR QUE ORIGINOU A CARTA DE RESPOSTA DE VASSULA, RECORDANDO ENTÃO QUE como a Notificação de 1995 foi um equívoco e ficou ultrapassada como ficou explicado no video pela própria Vassula, esta Carta Circular também fica anulada porque não existem as objeções que evoca e não apresenta nenhum dado novo que supere a investigação com todos os resultados positivos, feita sob autoridade da mesma Congregação para Doutrina da Fé, contém inverdades pois por exemplo NUNCA Vassula disse que as mensagens são suas "reflexões pessoais"; como podemos confiar numa autoridade que dá falsos testemunhos em nome da Igreja???

É inconcebível, ultrajante. Há 16 anos acompanho estas mensagens e sua mensageira e os testemunhos pelo mundo, bem como fiz e continuo fazendo pesquisas e leituras, me aconselhando, compartilhando. É Deus falando e me compadeço de quem persegue Suas Obras de agora, sinceramente.

 

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

CARTA CIRCULAR
AOS PRESIDENTES DAS CONFERÊNCIAS EPISCOPAIS
SOBRE OS ESCRITOS E A ATIVIDADE 
DA SENHORA VASSULA RYDÉN

 

Cidade do Vaticano, 25 de Janeiro de 2007

 Eminência / Excelência

Continuam a chegar à Congregação para a Doutrina da Fé pedidos de esclarecimento sobre os escritos e actividade da Senhora Vassula Rydén, de modo especial no que se refere ao valor daNotificação de 6 de Outubro de 1995 e aos critérios a seguir na definição das disposições da Igreja local sobre a oportunidade de difundir os escritos da S.ra Vassula Rydén.

A esse respeito a Congregação entende precisar:

1) A Notificação de 1995 continua válida quanto ao juízo doutrinal dos escritos examinados. (Cardeal Ratzinger já havia dito, como Prefeito da CDF, que após a investigação dos escritos ORIGINAIS por dois anos e meio com TODOS resultados positivos, A SITUAÇÃO HAVIA MUDADO e ficou claro e comprovado que a Notificação de 1995 foi feita com base numa tradução italiana que contém os erros e por isso essa Notificação perde sua vigência automaticamente já que não existe a motivação que a justifique)

2) A Sra Vassula Rydén, por outro lado, na sequência do diálogo havido com a Congregação para a Doutrina da Fé, ofereceu esclarecimentos sobre alguns pontos problemáticos surgidos nos seus escritos (como explico bem neste blog, os pontos problemáticos que geraram a Notificação de 6/10/95 só existiam na tradução italiana que continha erros e que foi utilizada inicialmente para julgar as mensagens, como descobriram o então Secretário da CDF Arcebispo Dom Bertone e Vassula num encontro no Vaticano, descoberta que logo foi comunicada ao Prefeito da CDF Joseph CardealRatzinger que ordenou uma investigação dos escritos originais que não contém erros como ficou provado), bem como sobre a natureza das suas mensagens, que não se apresentam como revelações divinas, mas como suas meditações pessoais (Vassula nunca jamais em lugar algum disse que as mensagens de AVVD são reflexões pessoais mas sempre afirmou que são divinas e essa carta aqui referida de 26 de junho de 2002 publicada no Volume 12  ( foi corrigido o erro atualmente de referir ao volume 10 como aponta Vassula em sua resposta ) de A verdadeira Vida em Deus, é a carta respondendo às 5 perguntas feitas a Vassula pela CDF com o então Prefeito Cardeal Ratzinger, e cujas RESPOSTAS FORAM TODAS POSITIVAS confirmando assim a origem divina das mensagens e nunca a afirmação falsa que neste documento se quer impor como verdade expondo a autoridade da Santa Igreja ao pecado de falso testemunho) ( é preciso acrescentar que após o Concilio Vaticano II pelo documento dogmático DEI VERBUM nº12 o autor das Sagradas Escrituras não é mais Deus e sim o "hagiógrafo inspirado" e por isso creio que neste documento o Cardeal Levada diz que Vassula se aponta como autora das Mensagens, e aqui temos um grande problema pois passando a autoria das Sagradas Escrituras ao hagiógrafo com suas limitações humanas SE ABRE A PORTA PARA ALTERAR AS SAGRADAS ESCRITURAS já que não é mais palavra de Deus mas aquilo que o hagiógrafo foi capaz de expressar, e assim é que agora novas interpretações ou hermenêuticas - como os modernistas gostam de dizer - estão tirando ou acrescentando segundo alguma nova exegese e novas hermenêuticas, como o próprio Deus nos avisa na longa mensagem de 5-29 de Agosto de 1990 sobre os Dez Mandamentos, disponível numa página deste blog, ademais em inúmeras Mensagens, Nosso Senhor diz que Ele e somente Ele é autor das Sagradas Escrituras e da A Verdadeira Vida em Deus, mandando a Vassula que permaneça um NADA para que fique evidente que na incapacidade dela aparece o poder e autoridade de Deus; é sabido que Deus sempre escolhe gente incapaz para tomar como instrumento para que a Sua Palavra fique bem evidente como sendo apenas Sua e não seja confundida com a do instrumento que é hagiógrafo; não por nada que desta vez Deus usa a mão direita de seu pobre instrumento Vassula escrevendo assim de próprio punho para ainda mais reafirmar que Ele e somente Ele é autor de toda Palavra que sai de Sua Boca: DEUS NOS DÁ ESSE AVISO CONTRA MUDANÇAS EM TODA SUA PALAVRA - é também por isso que se manifesta nestes tempos atuais, abaixo dispus uma lista de Mensagens onde Deus Se afirma o Autor de todas as Suas Obras) (cf. Vassula Rydén: Carta de 26 de Junho de 2002, publicada em True Life in God, vol. 12°, XXI-LI). Do ponto de vista normativo, portanto, depois de ditos esclarecimentos, impõe-se uma avaliação prudente, a fazer caso por caso e tendo em conta a possibilidade concreta que têm os fiéis de ler os escritos no contexto desses esclarecimentos. (Como vemos este documento precisa ser revisto porque falta com a verdade a todas luzes e compromete seu valor e autoridade levando a concluir também que cada fiel terá que considerá-lo conforme a justiça dos fatos.)

3) Recorda-se, por fim, que não se acha oportuna a participação de católicos nos grupos de oração organizados pela mesma Senhora Rydén. Pelo que diz respeito a eventuais encontros ecuménicos, os fiéis atenham-se às disposições do Directório ecuménico, do Código de Direito Canónico (can. 215; can. 223, § 2; can. 383, § 3) e dos Ordinários diocesanos.(como pode ser inoportuno que os cristãos se reúnam para rezar e assim já promovendo e dando testemunho de Unidade??? Ademais cita a Lei mas ele mesmo infringe a Lei, é o perene farisaismo, impõe a Lei mas transgride, coloca um fardo sobre os ombros dos outros que não consegue carregar; todo fiel tem direito e o dever de buscar e testemunhar a Verdade.)

Ao comunicar-Lhe quanto acima, aproveito o ensejo para me confirmar com muita consideração e estima,

de Vossa Em.cia / Ex.cia Reverendíssima

devotado

William Cardeal Levada
Prefeito

 

 

 

 

CONSULTA  AO ADVOGADO SOBRE  OS  DIREITOS E DEVERES DO CRISTÃO:

 

 

 Prezado Senhor,

De tempos em tempos temos sido consultados a emitir parecer sobre a situação canônica de católicos romanos que enfrentam hostilidade da parte de seus Párocos ou Bispos com relação aos ensinamentos e escritos de Vassula Ryden, a mística Grego-Ortodoxa.

O fato objetivo é que a Igreja nunca declarou que os escritos de Vassula sejam contrários aos ensinamentos da Igreja. Em seus depoimentos públicos o Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (Cardeal Ratzinger) prudentemente esquivou-se de afirmar que existam heresia ou erro nas mensagens de Vassula. Longe de criticar seus ensinamentos, o Cardeal disse aos Bispos brasileiros, por exemplo, que eles deveriam continuar a promover os escritos de Vassula com discernimento. Ele disse ainda que os fiéis deveriam continuar a ver seus escritos com uma visão prudente, mantendo uma atitude de discernimento. Em 1998, o Santo Padre ao receber seu último livro disse: "Que Deus a abençoe". O tema central das mensagens de Vassula (o restabelecimento da unidade entre os Cristãos) reforça os infatigáveis esforços do Papa João Paulo II em direção à unidade dos Cristãos.

 

As disposições relevantes da Lei Canônica são as seguintes: -

 

(i) O dever de procurar a verdade - Um dos documentos mais notáveis do Vaticano II foi a Declaração da Liberdade Religiosa (Dignitatis Humanae). O seguinte trecho aparece no parágrafo 2:

 

"É postulado da própria dignidade que os homens todos — por serem pessoas, isto é, dotados de razão e de livre arbítrio e por isso enaltecidos com a responsabilidade pessoal — se sintam por natureza impelidos e moralmente obrigados a procurar a verdade, sobretudo a que concerne à religião. São obrigados também a aderir à verdade conhecida e a ordenar toda a vida segundo as exigências da verdade".

 

E no parágrafo 3:

 

"Portanto, todo homem tem o direito e, por conseqüência, o dever de procurar a verdade em matéria religiosa de modo que possa de maneira prudente formar para si mesmo correto e verdadeiro julgamentos de consciência, com o uso de todos os meios adequados".

Esses princípios inspiraram o Cânone 748 que obriga todas as pessoas a procurarem a verdade e, uma vez conhecida, têm a obrigação e o direito imposto pela lei divina de seguí-la. O Cânone vai às trincheiras da consciência e da imunidade quanto à coerção no que se refere à Fé Católica. É largamente aceito que este Cânone conservou a posição da Declaração sobre a Liberdade Religiosa e legitimou a noção de que a verdade revelada é um conceito em desenvolvimento, não algo de domínio do Magistério de modo específico.

 

(ii) Os Direitos dos Fiéis - É uma verdade teológica fundamental, expressa na linguagem jurídica do Cânone 204 que todos os Fiéis Cristãos unidos em Cristo pelo Batismo estão comprometidos com a missão da Igreja, participando dos ministérios sacerdotal, profético e real de Cristo, a seu modo. De acordo com o Vaticano II (Lumen Gentium parágrafo 10) essa Lei reverte a antiga crença de que somente à hierarquia é confiada a missão de Cristo, e o Código de Direito Canônico claramente estabelece o papel de todos os Cristãos na missão da Igreja particularmente o dos leigos.

 

(iii) O Direito de expressar uma opinião - Embora os Fiéis Cristãos devam seguir os ensinamentos da fé conforme determinado pelos líderes da Igreja (Cânone 212.1) eles recebem o direito específico e algumas vezes o dever de tornar conhecida sua opinião em matérias relativas ao bem da Igreja aos seus Bispos e aos outros Fiéis Cristãos (Cânone 212.3) e o Código de Direito Canônico declara que a Igreja deve salvaguardar e expor a verdade revelada e pregar o evangelho, mas, ainda de acordo com o Concílio Vaticano II (Lumen Gentium, parágrafos 12, 31, 35) pertence a todo o povo de Deus que partilha o ministério profético e de ensinamento de Cristo, e não apenas à hierarquia ou ao clero (Cânone 747)

 

(iv) O Dever Ecumênico - O Cânone 755 reconhece que a Igreja é levada pela vontade de Cristo (o mais poderoso mandamento conhecido pelos Cristãos) a promover a unidade. O Colégio dos Bispos e a Santa Sé devem orientar a participação dos Católicos no Movimento Ecumênico e os Bispos devem fazer o mesmo nas Igrejas a eles confiadas. Este Cânone, que com certeza está fundamentado num documento do Concílio Vaticano II (Decreto sobre o Ecumenismo) está disposto em termos muito positivos "para promover ... o movimento ecumênico, cujo propósito é a restauração da unidade entre todos os Cristãos". Obriga, na segunda parte, a todos os Bispos a promover a unidade Cristã e a estabelecer normas de conduta com essa finalidade. Dado ser esta a Unidade pela qual o próprio Cristo orou (Evangelho de João, capítulo 17) é difícil subestimar a importância destes deveres canônicos.

 

 

O Clero, portanto, não deveria tentar impedir os Fiéis Católicos de realizar o dever de buscar a verdade, tendo em mente que não é necessária a aprovação eclesiástica para que eles participem de encontros com Vassula (afinal, ela é grego-ortodoxa). Eles não devem solapar os direitos dos leigos de dar sua opinião em matérias de importância afetas à Igreja, e aos seus direitos canônicos de estarem envolvidos na missão da Igreja. Com certeza eles têm o dever de auxiliar na promoção da Unidade Cristã, como foi ordenado pelo próprio Cristo e exposto em termos claríssimos no Cânone 755.

 

Cordialmente,

 

ANTHONY W JEREMY

 

 

 

A PROFECIA CRISTÃ

A Profecia Cristã pós-Bíblica

é vital para a Igreja,

é fruto do Paráclito,

é sôpro do Espírito Santo

é sempre renovada esperança

é acompanhamento incessante de Deus 

(João 5, 17)

 

Profeta Daniel do Antigo Testamento ao ser lançado aos leões

famintos que não o tocaram...

 

Dan 6, 17-25

 

Profecia Cristã - A Tradição Pós-Bíblica

 

Tese de Doutorado

Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma

 

Niels Christian Hvidt

 

 

 

 

 14 anos de pesquisa

 

5 anos acompanhando e estudando

o caso real atual de revelação profética 

  "A Verdadeira Vida em Deus", que tem Aprovação Eclesiástica desde 2005 quando uma investigação de dois anos e meio feita por peritos da CDF sob autoridade do então Prefeito Cardeal Ratzinger conclui-se com todos resultados positivos, e revelação profética esta que iniciou-se em 1985 por sua mensageira a cristã grego-ortodoxa Vassula Ryden

 

Prólogo de Cardeal Ratzinger

almejando

atentos leitores

Con su discusión, Niels Christian Hvidt ha ollado nueva tierra teológica y con eso ha efectuado contribuciones importantes al tema que necesitaba un pensamiento que llegara más lejos. Deseo para este libro muchos lectores atentos.

 

Joseph Card. Ratzinger

 

 

 Niels Christian Hvidt em Profecia Cristiana pág 304

[...] A questão das revelações proféticas não

é tão simples como para que seja suficiente

atribuí-las aos objetos de fides humana.

Como Rahner ( Karl), muitos outros hão

perguntado "se algo que Deus revela

pode ser 'sem importância'. (pergunta

fundamental que não quer calar...)

 

Primeira edição em inglês pela Oxford University

Press, 2007

 

Traduzido ao espanhol pela Fundación Jesus de la Misericórdia Quito-Equador

 

Tese de Doutorado defendida em 13 January 2001:

Public defence of Doctoral Thesis "Christian

Prophecy - Its Preconditions, Function, and Status

in the Church" in The Pontifical Gregorian

University in Rome

 

 

A tese de doutorado

de Niels Christian Hvidt

fundamenta

com sobriedade científica

a necessária

a mais que urgente

e coerente

mudança de paradigma que se desvela:

 

a profecia Cristã pós-Bíblica faz parte

 

do Depósito da Fé

 

 

Para  comprar o livro em inglês na Amazon.com

e em espanhol na http://www.fundacionjesusdelamisericordia.com/libros/profecias/profecia-cristiana-detail

Já li todo e é simplesmente excelente, paradigmático e urgente.

 

O teólogo cristão dinamarquês Dr.Niels Christian Hvidt relata pessoalmente sobre a tese e depois livro "Profecia Cristã - a Tradição Pós-Bíblica" que recomendamos veementemente nesta página:

 

"It is the result of 14 years of research, so a large part of my life has gone into it, and I think it has a paradigmatic character to it. I hope Jesus agrees:) "

trad.: [Profecia Cristã - A Tradição Pós-Bíblica] é resultado de 14 anos de pesquisa, uma bem longa parte de minha vida foi dedicada a isto e eu penso esta obra tem caráter paradigmático. Espero que Jesus esteja de acordo :)"

 

 E também relata que durante os 14 anos de pesquisa, morou 7 anos em Roma e destes sete anos, 5 anos acompanhou Vassula que na época também morava em Roma:

"I lived in Rome for seven years (five of them next to Vassula)."

 "Vivi em Roma por sete anos (cinco deles acompanhando Vassula)" [enquanto estudava na Pontifícia Universidade Gregoriana]

 

https://www.youtube.com/watch?v=HpHuHtom8NE

https://www.youtube.com/watch?v=woyKeTTndMc

 

 

 

 

 

Nosso Senhor Jesus Cristo percorre o mundo recordando e alentando o Seu Evangelho, socorrendo e curando a Sua Igreja com o Seu Instrumento "A Verdadeira Vida em Deus" e Vassula Ryden, e todos os que O estão acolhendo!

INÍCIO ÍNDICE PESQUISA


  Frase        Palavras separadas


Os páginas estão listadas em ordem decrescente de número de palavras encontradas 

Search string: "autor" 
Results: 27 Files from 1 097 (5 304 KB) found
with 32 total matches 

  • ... e ter encontrado intimamente o Autor da Beleza o Autor de Tudo, é ...
  • ... da Beleza o Autor de Tudo, é estar já n'Ele; eu ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1088.html 
2 matches
  • ... todos eles não será o seu próprio Autor! Mesmo que estes 15 estejam na ...
  • ... sido tão lentos em encontrar o Autor e Senhor de tudo isso? Mas ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1078.html 
2 matches
  • ... esta oração: Ó Eterno Pai, Autor do Hino de Amor Rei, desde o ...
  • ... houve coisas tão fascinantes; ó Autor do Hino de Amor, as Vossas Obras ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm717.html 
2 matches
  • ... SOU O AUTOR DESTE LIVRO 16 de Agosto de 1995 ...
  • ... de Salvação. Sou Eu que sou o Autor deste livro. Embora os teus ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm934.html 
2 matches
  • ... que Eu exerci o Meu Poder. O Autor do céu e da terra, o Autor da ...
  • ... da terra, o Autor da graça encontrou o Seu céu no ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm961.html 
2 matches
  • ... dos céus. Mas, antes disso, Eu, o Autor deste Hino de Amor, digo-vos: a ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1082.html 
1 match
  • ... do Altíssimo e que Eu Sou é o Autor de "A Verdadeira Vida em Deus" e ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm819.html 
1 match
  • ... em declarar que Eu não sou o Autor desta Mensagem, Eu te o digo: ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm902.html 
1 match
  • ... Minha irmã e Minha bem-amada: "o Autor e o Compositor deste canto é ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1009.html 
1 match
  • ... para A submeter. Eu, Que sou o Autor de inestimáveis maravilhas, estou ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1021.html 
1 match
  • ... Fontes de Água Viva, Eu sou o Autor desta revelação e retenho graças ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1037.html 
1 match
  • ... de valor divino regressa a Mim, o Autor dos Prodígios. Ah! Vassula, ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1049.html 
1 match
  • ... teu Senhor por todas as coisas, o Autor de grandes acções está em toda a ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1064.html 
1 match
  • ... como recompensa! Eu sou o Autor desta grande obra. Acalma o Meu ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm1073.html 
1 match
  • ... Mensagens; mas não sou Eu o autor dessas mensagens e nem sequer a ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm724.html 
1 match
  • ... delícia e grande alegria, o teu Autor exporá a tua beleza ao Seu povo 2 ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm744.html 
1 match
  • ... Deus! - Eu Sou. Pequena, Eu sou o Autor das Mensagens: "A Verdadeira Vida ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm746.html 
1 match
  • ... Eu não esconderei que Eu Sou é o Autor de A Verdadeira Vida em Deus - ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm817.html 
1 match
  • ... que Eu Sou é o verdadeiro e único Autor de "A Verdadeira Vida em Deus" e ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm825.html 
1 match
  • ... desde o início, Eu, Deus, era o Autor destes clamores. Vou agora ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm877.html 
1 match


<< previous  1-20  21-27  next >>

INÍCIO ÍNDICE PESQUISA


  Frase        Palavras separadas


Os páginas estão listadas em ordem decrescente de número de palavras encontradas 

Search string: "autor" 
Results: 27 Files from 1 097 (5 304 KB) found
with 32 total matches 

  • ... poderá dizer que não sou Eu o Autor dos Meus actos salvadores e ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm883.html 
1 match
  • ... dando testemunho de Mim. Eu sou o Autor de a Verdadeira Vida em Deus e Eu ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm884.html 
1 match
  • ... não é concedida a todos. Eu sou o Autor da Minha Mensagem e tudo farei ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm888.html 
1 match
  • ... Olhava para o Retrato de Cristo - Autor da Beleza, como poderemos nós ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm909.html 
1 match
  • ... do Meu Espírito Santo e Eu, o Autor do céu e da terra, Verbo de Deus, ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm930.html 
1 match
  • ... a Minha Paz. Sou Eu que sou o Autor desta Mensagem; por isso, não ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm945.html 
1 match
  • ... não presta atenção alguma ao seu Autor, nenhum coração se oferece ao seu ...
http://www.tlig.org/pgmsg/pgm983.html 
1 match


<< previous  1-20  21-27 

A Verdadeira Vida em Deus 

Boletim Informativo

tlig2

 

 

 

Venho dizer-te que o Deus que tu esqueceste jamais te esqueceu.

 

  

Carta sobre a Mensagem de 13/02/2016 do Padre Joseph Iannuzzi

09 DE MARÇO 2016

 

 

Pe. Joseph Iannuzzi é um ilustre teólogo e autor (detalhes em http://www.ltdw.org/about-fr-joe.html ).  Após a distribuição de mensagem de A Verdadeira Vida em Deus recebida por Vassula no mês passado, ele enviou a seguinte carta para alguns de seus correspondentes:

 

Recentemente recebi emails de pessoas de vários países perguntando-me se a revelação privada recebida em 13 de fevereiro de 2016 por Vassula Rydén (veja abaixo) é de fato autêntica.

Como teólogo especializado em Teologia Dogmática e Teologia Mística, familiarizado com o critério pelo qual se determina a veracidade ou não de supostos videntes, me abstenho de apoiar qualquer pessoa que alegue receber mensagens que contradigam o ensinamento divino ou da igreja. De modo inverso, estendo o meu apoio àquelas mensagens cujo conteúdo é consistente com as verdades divinas reveladas contidas dentro do Depósito da Fé.pe Joseph Iannuzzi

Relativamente às revelações privadas de Vassula Rydén, que se encontram publicadas, cujas páginas examinei assiduamente por mais de 25 anos, posso felizmente afirmar que as mesmas não contém nada contrário a fé e morais da Igreja – não contradizem a Sagrada Escritura, a Sagrada Tradição ou o Magistério da Igreja. De fato, o selo de aprovação da hierarquia da Igreja que elas ostentam, ou seja, imprimatur e nihil obstat, é mérito seu. Mais ainda, seu conteúdo revela um dos chamados mais amorosos e urgentes à Igreja e à humanidade neste momento crítico de sua história em que muitos testemunharão o cumprimento das profecias bíblicas.

Recordemos que quando Nossa Senhora de Fátima profetizou que muitas nações da terra seriam aniquiladas se a humanidade não se convertesse, ela o fez depois de um apelo urgente à Igreja e à humanidade em um momento crítico de sua história. Vejo um apelo paralelo à Igreja e à humanidade hoje nas revelações privadas de Vassula Rydén eclesiasticamente aprovadas. Significativamente, as conseqüências deste apelo, se não atendido, serão globais.

Com relação à hierarquia da Igreja, em 2005 o teólogo Vaticano e Bispo Joseph Grech foi designado pelo  Cardeal Joseph Ratzinger para perguntar a Vassula, em nome da CDF, certas perguntas sobre seus escritos. O mesmo Bispo J. Grech foi elevado a Cardeal em 2012 e fez a meditação de abertura do conclave que elegeu o Papa Francisco. Mais recentemente, Cardeal Prospero Grech escreveu uma oportuna crítica para seu recente livro, “O Céu é Real, mas o Inferno também”, que foi publicado em “Inside the Vatican” (edição de janeiro de 2014). É digno de nota que a receita da venda dos escritos de Vassula é voltada ao sustento de órfãos, pobres e famintos que ela foi inspirada a assistir em 1998 através do estabelecimento de Casas Beth Myriam internacionais.

Com respeito àqueles que desaprovam os escritos aprovados de Vassula com base na Notificação do Vaticano de 20 anos atrás ou na carta de 2007 do Prefeito para a CDF, recordo aqui dos escritos de Antonio Rosmini, Faustina Kowalska e Luisa Piccarreta, que uma vez foram colocados no Índex dos Livros Proibidos, para depois serem atentamente examinados por teólogos qualificados e reabilitados em sua totalidade. Ao contrário dos escritos de Antonio Rosmini, F. Kowlaska e L. Picarreta, os escritos de Vassula Rydén nunca foram condenados e, mais recentemente, grande quantidade de Cardeais, Bispos e Padres deram seu apoio por escrito e a felicitaram por eles e pelo estabelecimento das chamadas Casas Beth Myriam.

Cada árvore se conhece pelo seu fruto (Lucas 6, 44)

In Domino,

Rev. J.L. Iannuzzi, STD

15 de Fevereiro de 2016

 

 

 

Mensagem de 13 de fevereiro de 2016



Minha paz te dou; podes anotar Minhas Palavras?

Sim, Senhor...

esta geração é difícil de se dobrar; enfraquecidos por seus pecados, eles põem sua confiança em Satanás, estabelecendo nele a sua esperança; apesar de Eu Me ter colocado diante de cada um para que Me visse, poucos notaram; seus líderes tornaram-se cruéis, e a morte está à espera de muitas nações através de suas mãos; quanto chorei sobre ti, criação! Tu, cuja vida agora vai desembocar na morte; então, quando as chamas começarem a lamber como línguas de fogo teus habitantes, estalando no ar, Eu perguntarei a esta geração: onde acharás alívio? e em quem? em Satanás? em teu ego e em ti mesma?

chegou a hora de exercer Minha Justiça, porque o castigo desta geração descrente está às tuas portas; Minhas ordens serão cumpridas ao pé da letra; quando ouvires um trovão, Minha Voz será ouvida, trovejando em teus ouvidos, ressoando até os confins da terra; então saberás que o mundo e todos os que nele vivem ouvirão a voz da Justiça: o mal levará a morte a muitas nações... a ruína chegará furtivamente a cada cidade;

ouviste que "o Anjo de Javé cercará as cidades e nações" chamando todos ao arrependimento? isto é o que irá ocorrer nos dias vindouros;

portanto, tu que entraste em Minhas Cortes e acreditaste nas Minhas palavras, reza e não te apavores nem tenhas medo, mas tu que tens zombado das Minhas palavras por anos a fio, golpeando Meus profetas com a língua, cuidado! porque usaste mentiras para justificar tuas mentiras, enterraste, na realidade, Minhas Palavras em teu túmulo; sim, na realidade, tens distorcido Minhas Palavras; mas teus pecados criaram um abismo entre ti e Mim; e agora a Justiça não mais será contida; digo-te: amargos serão teus próximos dias quando te confrontarei... reza e não permitas que tuas pálpebras se fechem para caíres no sono! é assim que deves orar:

"Javé, meu Deus, que minha oração chegue a Vós,
ouvi nosso grito por misericórdia e socorro,
perdoai os que não têm fé em Vós, Meu Deus,
e não confiam nem mesmo em Vosso poder para nos salvar;

não extingais as luzes de nossos dias,
para que a terra, com isso, não definhe num instante;
mas, em Vossa Compaixão Paternal,
tende piedade de nós e perdoai-nos;
não permitais que o maligno derrame nosso sangue como água;
perdoai nossa culpa, reprimi Vossa ira,
lembrando-Vos de nossa fraqueza;

detende Vossos anjos da calamidade,
dando-nos mais uma chance para nos mostrarmos dignos de Vossa Bondade;
ponho minha confiança em Vós; amém"

com que alegria, então, receberei esta oração; esta oração que Me fará ceder! filha, abençoarei a todos que rezarem com sinceridade esta oração; que esta profecia seja ouvida; "o dia e a hora pertencem a Mim, vosso Deus" - isto é o que dirás aos que te perguntarem sobre o dia e a hora da Minha Justiça! O Amor te ama;

salfomeg

© Copyright Vassula Rydén, 2016.